Apresentação do projecto

A Algarteca é uma iniciativa da Tertúlia Algarvia, financiada pelo programa PRODER - Acção n.º 3.2.1. - Conservação e Valorização do Património Rural -, que visa preservar a gastronomia da região e partilhá-la com o maior número de pessoas possível, contribuindo, assim, para a promoção da sustentabilidade territorial do Algarve Central.

Este projecto é inspirado na publicação ‘Festa da Gastronomia e das Receitas Típicas das Aldeias do Algarve’, editada em 2005 pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve.

Desse livro, foram seleccionados quatro pratos de Cachopo, Estoi e Querença para serem reproduzidos pelo Chef Luís Parreira e editados em vídeo.

As receitas de Cachopo, no concelho de Tavira, foram apresentadas entre os teares e os bordados em linho da artesã Maria Otília Cardeira. Em Estoi, localidade farense, o cenário foi um palácio do século XVII, que parece retirado dum conto de fadas. Este roteiro de sabores tradicionais teve como última paragem o concelho de Loulé, mais precisamente o Largo da Igreja Matriz de Querença.

Além destes doze registos, esta plataforma reúne, ainda, vídeos sobre os outros motivos de interesse de cada uma destas aldeias do interior do Algarve, que convidamos a descobrir.

Palheiros de xisto típicos de Cachopo (Mealha)

Palheiros de xisto típicos de Cachopo (Mealha)

Villa Romana de Milreu (Estoi)

Villa Romana de Milreu (Estoi)

Igreja de Nossa Sª da Assunção (Querença)

Igreja de Nossa Sª da Assunção (Querença)